Seguir…

Hoje é sábado, dia de folga e, portanto tenho todo o tempo que preciso para ler, assim resolvi reler um livro que havia lido em 2005…Como esse livro ainda fala comigo!

O livro faz uma reflexão sobre “seguir”, e o autor nos faz pensar sobre o que significa essa palavra.

“…Seguir significa que o caminho pelo qual ando e o lugar para onde vou ,foram decidido por outra pessoa.”

E não é que é verdade! Não temos de fato que fazer escolhas depois disso…A escolha já foi feita, andemos sobre ela!Se escolhemos seguir, então por que passamos a vida brigando querendo ser o cabeça das escolhas, se somos o corpo e temos que apenas seguir? Nós só seguimos aquele a quem confiamos ,ninguém segue um desconhecido, ou alguém indeciso que não sabe o que quer!

Seguir implica em confiar, em escolher confiar 100% naquele a quem decidimos seguir.

Em Gn 12:13, Ló estava por lá ,fazendo escolhas segundo a sua visão imediata de verdes pastos…Abraao precisou confiar em Deus e deixar que Ló fizesse a escolha antes dele, e naturalmente, de forma egoísta , Ló escolheu o que parecia ser melhor!

O resto da história nos já conhecemos…

Fico imaginando quantos de nós faz escolhas segundo o que é aprazível aos olhos, fácil ou promissor…E em meio a isso comecei a meditar sobre uma decisão que havia tomado por que aparentemente me parecia mais viável. Como Ló coloquei os meus olhos sobre a planície…

Tenho duas sobrinhas de dois anos, ambas gostam demais de rua! Mas são diferentes também em suas escolhas…Uma delas da apenas uma olhadinha para nós, como se perguntasse se pode seguir a quem lhe chama , mas em poucos segundos escolhe ir, por que o seu prazer é sair, passear…A outra, não olha para nós, não pede confirmaçao, apenas se recusa a ir com qualquer um que não conheça. Essa menininha só segue  a quem conhece, e nessa escolha não importa para onde a levem, ela não escolhe os lugares aprazíveis ou não, ela escolheu confiar na pessoa e segui-la!

Queremos ser como a sobrinha que segue a pessoa, por que escolheu confiar no caráter e segurança que a pessoa lhe passa , mas na maioria das vezes dizemos seguir a Cristo e confiar nele, mas damos apenas uma olhadinha, como a minha primeira sobrinha, e decidimos ir atendendo a nossa vontade, nossos interesses…

Somos um corpo cheio de vontade própria que não se submete … que como Ló, padece por escolher por vista e não por fé…

A essa altura a difícil decisão que tenho de tomar ganha um novo sentido, um novo rumo… Escolho seguir a direção da voz de um Deus que me apresenta um projeto inviável, de proporção assustadora e que me fará andar mês após mês na corda bamba da completa dependência de Dele!

Não será fácil, mas como uma das minhas sobrinhas, me agarrarei ao pescoço do Pai e só sairei do lugar se for com Ele! Posso ir a lugares desconhecidos, Ele pode andar comigo por terrenos irregulares, por caminhos escuros e secos, mas não largo dele.

Não passarei para outros braços por que os meus olhos e a minha segurança não esta nas planícies, mas naquele que me guia, que me leva pela Mao e me acolhe em seus braços …

Em pleno século xxI , renunciar a autonomia de fazer escolhas é uma briga cruel entre o nosso ego adormecido e alerta e um Eu que precisa ser crucificado e coerente com as suas escolhas…seguir é mais do que ir atrás , é andar em concordância com as decisões de quem escolhemos confiar.

Concordar de olhos fechados  exige completa confiança em quem faz escolhas por nós, uma entrega absoluta. Uma decisão sem poréns ou condicionais, não há argumento na criança que esta em nossos braços e nós levamos para toda parte, mas o nosso desafio é ser como elas, colocar a cabeça no ombro do Pai, abraçar o corpo de Jesus com braços e pernas, e nos aconchegar a ele…

Fechar os olhos e deixa a ele nos conduzir , confiantes de que estar em seus braços é sempre a melhor escolha , o melhor lugar…

Até que chegue o tempo, em que Ele e somente Ele, nos mande percorrer toda a extensão de uma terra que escolheu para nós, e ao chegar esse dia , poderemos descer do seu colo e caminhar por planícies preparadas por Ele para que andemos em segurança, sob a supervisão daquele que nos conduziu a um caminho seguro.

Como nós, Deus carrega a criança que escolheu confiar, até um lugar em que possa firmar os seus pés em segurança e não a tira do colo , enquanto não estiver pronta para andar sozinha…

Como nós, Deus só permite a autonomia dos passos , cercando a criança de espaços e pessoas que lhe ofereçam segurança…

Como nós, os olhos de Deus, permite a liberdade dos passos com os olhos sempre atentos a nossa exploração  do terreno…

Como nós, os braços de Deus estão sempre prontos a nos colocar no colo de volta, quando estamos cansados, inseguros ou prontos a tropeçar…

Quero terminar esse dia, deitando a minha cabeça do ombro desse pai e confiando que Ele, e somente Ele me conduzirá alem das inviabilidades….

Escolhi seguir, escolhi confiar.

 

 

 

 

 


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s