Dias maus, dias de ouvir a Deus!

Dias maus. Serao aqueles que nao acordamos bem? Serao os dias que gostariamos de nao ter acordado, que ouvir, falar, tudo parece impossivel e irritante demais?

Dias maus sao aqueles em que o silencio é a unica coisa que queremos por que o conforto parece estar em nos mesmos, e nos embrulhamos no edredom da autopiedade e do mau humor!

Hoje acordei assim, em dias maus e dias de silencio.Estou chateada comigo mesma, decepcionada com Deus? Talvez!

Mas o que me chama atençao nesses dias maus é que a minha resposta a eles sempre é a quebra de relacionamentos, o colocar deliberado de um muro entre eu e as pessoas, no vocabulario crentez, dizemos que sao dias de caverna.

Os dias em que Elias esteve na caverna, ele desistiu de tudo, cansou-se de tudo e tudo aconteceu depois de uma grande vitoria, de uma resposta concreta a um desafio humano, um posicionamento que gerou uma açao sobrenatural .

Elias agiu em fé, e Deus respondeu a sua fé. Deus responde a fé e posicionamento e nao a necessidades. Mesmo assim, Elias entrou na caverna e se comportou como um homem decepcionado, assustado, alguem que nao confiava no amor e agir de Deus.

Estou como Elias. Vivi momentos de cuidado de Deus, presença de Deus, mas ainda assim…. Nao sei se ha explicaçao para reaçoes como essa, nao sei por que  entramos na caverna diante das decepçoes da vida. Nao tenho respostas. Gostaria de dizer que somos mimados e temos dificuldades em lidar com a dor e que a cada decepçao nos sentimos rejeitados por Deus e pelas pessoas.

Queria encontrar razoes logicas para poder tratar de forma lógica com elas, mas no momento a unica coisa que consigo perceber é que estar na caverna nos priva de relacionamentos.

Na verdade me sinto tao insuportavel nessa hora que nao suporto a minha propria companhia e nao quero a  de outros, nao quero ser desagradavel, um borrao na pintura tao harmonioza da vida dos meus amigos.

Ai penso, quando eu voltar a ficar bem volto pra o quadro “somos todos felizes”, mas sera que somos todos felizes? Claro que nao!

A minha luta é conseguir  reagir melhor a dor, é sempre um desafio permanecer junto, relacionar-me quando nao estou bem. E isso implica tantas coisas! A nossa reaçao diz tanto sobre nós mesmos!

Relacionamento é o desafio dos dias maus, relacionamento é a chave pra sair desses dias tao ruins!

Dias maus sao aqueles em que escolhemos nos trancar em nos mesmos e jogar a chave fora.

Nos encolhemos no menor canto de nós mesmos e pedimos a Deus que encontre a chave que nós mesmos lançamos fora e nos tire daquele lugar. Queremos ser salvos de nós mesmos, queremos um Deus Pai que assuma a situaçao , esteja no controle de tudo e nos arranque de dentro de nós, nos dando a segurança de que nao seremos feridos, ou pelo menos nos de a garantia de que pelo menos nao ,nas proximas 24 horas!

Nesse processo de casulo, temos que fazer um esforço para romper a casca. Mas nao queremos fazer esforço algum! Assim confiamos na natureza que nos envolve, que virá certamente um vento de algum lugar, que nos lançara de um lado para o outro, depois um forte calor que fará alguma pressao externa ajundando no rompimento, e como somos crentes , gostamos de acreditar no milagre, quem sabe um animal  estara por ventura passando e croc croc, esmagara a casca e me permitira sair sem nenhum esforço? Nos iludimos com coisas assim.

Quando Elias esteve na caverna, foi alimentado, mas precisou reagir. Elias mesmo na caverna ouviu a direçao de Deus e obedeceu. Levantou e andou. Andou ainda por 40 dias e 40 noites, com a força da comida que recebeu na caverna, e quando terminou a sua caminhada, descobriu que nao estava sozinho, que havia mais de 400  profetas que como ele nao dobraram os joelhos a Baal.

Em tudo isso percebo ,  que nao posso nem me dar ao luxo de permanecer na caverna.

Crente nao tem desculpa pra ficar na caverna enrolada no edredom da auto piedade, na caverna, no casulo ou de porta trancada, Deus fala e contra a minha vontade eu escuto!

Quero firmemente crer enquanto escrevo a voces, nesse dia mau , que ao final de um tempo o qual nao sei o quanto sera, que nao estou sozinha com a minha dor, que poderei encontrar resposta ao que hoje doi em mim.

Preciso crer que Deus me levara a lugares e pessoas que serao respostas  ao que estou sentindo hoje.

A minha oraçao nesse exato momento é pelo alimento que preciso, pela palavra que fortalecera a minha fé, que preparará as minhas maos e sustentara os meus passos pelos 40 dias e noites de caminhada  sustentados pela força desse alimento.

Senhor dai-me o alimento que preciso para levantar e andar, e que em dias de caverna , caminhada ou conquistas, eu nunca cesse de ouvir a tua voz e te obedecer.

Em dias maus, ouvir a Deus.

Ele nos guiará a pastos verdejantes e de descanso, a quietude de coraçao e a fé que nos move a rompimento de casulos, caminhadas e restauraçao de relacionamentos.

Afinal, caminhar com Deus é bom, mas 40 dias sem pessoas, é tempo demais pra mim!

Andrea Rebouças- Curitiba


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s